Página inicial / notícias / leis e direitos / governo do rio de janeiro

Notícias

Publicado em 08/10/2015

POLICIAIS SÃO CAPACITADOS NO COMBATE À HOMOFOBIA

Seis mil policiais civis e militares de todo o Estado do Rio de Janeiro serão capacitados na 3ª Jornada Formativa de Segurança Pública e Cidadania LGBT, até dezembro de 2016. O objetivo é ampliar o combate à homofobia e o atendimento respeitoso a lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais. No total, as três edições terão capacitado 18 mil policiais.

Nesta edição, a qualificação, que já foi realizada na capital, Região Metropolitana e Baixada Fluminense, será estendida para o interior e Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs). Para o subsecretário de Educação, Valorização e Prevenção da Secretaria de Segurança, Pehkx Jones da Silveira, a Jornada Formativa é uma forma de garantir direitos.

– Há oito anos, a agenda LGBT integra a da segurança pública e dos direitos humanos no Estado do Rio. Nada mais natural do que reforçá-la e ampliá-la, fazendo uma reflexão permanente com os policiais sobre os direitos e a valorização da cidadania LGBT – afirmou Pehkx.

A secretária de Assistência Social e Direitos Humanos, Teresa Cosentino, ressaltou que a jornada aproxima lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais das polícias e do Estado.

– É uma grande vitória reunir tantos agentes para discutir o preconceito, principalmente contra um grupo que está cada vez mais exposto a crimes de ódio. Quando a vítima percebe que a polícia está qualificada e respeita sua condição, ela se sente mais segura com o policial que está na rua e sabe que será acolhida no momento de fazer a denúncia – disse a secretária.

Organizada pelo Programa Estadual Rio Sem Homofobia, a Jornada Formativa prevê 55 encontros com policiais militares e 40 com agentes civis. As capacitações terão duração de seis horas e abordarão questões específicas como policiamento preventivo e abordagem, para a PM, e investigação e registro de ocorrência, para as delegacias.

– A terceira jornada mostra que a política pública de segurança voltada para a cidadania LGBT tem sido tratada de forma perene e cuidadosa e de maneira continuada. Vamos ampliar as capacitações na capital, na Baixada Fluminense e na Região Metropolitana e incrementar a formação no interior para atingirmos policiais de todo o Rio de Janeiro – explicou o superintendente do Rio Sem Homofobia, Claudio Nascimento.
 

Toda tropa preparada

O 25º Batalhão da Polícia Militar, na cidade de Cabo Frio, na Região dos Lagos, será o primeiro a ter 100% da tropa capacitada: 700 agentes passarão pelo curso até dezembro deste ano.

 

Fonte: Imprensa RJ

Foto: Marcelo Horn