Página inicial / notícias / leis e direitos / governo do rio de janeiro

Notícias

Publicado em 09/07/2015

Investigações do assassinato de Adriano da Silva Pereira estão em andamento

A equipe do Programa Estadual Rio Sem Homofobia está acompanhando as investigações do assassinato de Adriano da Silva Pereira, de 33 anos, espancado e esfaqueado no último domingo. O corpo de Adriano, que era ator, produtor cultural e dançarino do bloco Tambores de Olokun, foi encontrado em Nova Iguaçu. Amigos e familiares da vítima acreditam que o crime foi motivado por homofobia.

O coordenador do programa, Cláudio Nascimento, e o coordenador do Centro de Cidadania LGBT Baixada I, Ernane Alexandre, conversaram com o delegado Fábio Cardoso, da Divisão de Homicídios da Baixada Fluminense, que informou que as investigações já estão em andamento. O caso está sob responsabilidade do inspetor Paulo André, que ouviu o depoimento dos familiares da vítima nesta quinta-feira (9) pela manhã. A perícia já foi concluída e as provas estão sendo recolhidas. O Departamento Geral de Polícia da Baixada, dirigida pelo delegado Ricardo Dominguez, também acompanha o caso.

Na próxima semana, será realizada uma reunião entre a polícia civil e a equipe do Rio Sem Homofobia para que sejam apresentados os primeiros informes referentes à investigação.