Página inicial / notícias / leis e direitos / governo do rio de janeiro

Notícias

Publicado em 17/04/2015

Nova reunião sobre crimes motivados por homofobia na Baixada Fluminense estabelece prazo para respostas

Na útima quinta-feira (16), na sede da 59ª Delegacia de Polícia - Duque de Caxias/RJ, o superintendente de Direitos Individuais, Coletivos e Difusos e coordenador do Programa Estadual Rio Sem Homofobia, Cláudio Nascimento, se reuniu com o diretor do Departamento Geral de Polícia da Baixada (DGPB), delegado Ricardo Domingues, com o delegado Fábio Cardoso, da Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense – DHBF e com os delegados da Baixada Fluminense, Juliana Amorim (59ªDP), Jorge Zahra (56ª DP), Bruno Menezes (54ªDP), José Rezende (Diretor do 3º DPA), Matheus de Almeida Romaneli (53ª DP).

Além das pessoas citadas acima, estavam presentes os coordenadores do Centro de Cidadania LGBT Baixada I, Sharlene Rosa e Ernane Alexandre, com a advogada do Centro, Dra. Bianca Contani. A sociedade civil também estava presente na reunião, através militantes e Coordenadores Municipais de Duque de Caxias, Belford Roxo, Mesquita e Nova Iguaçu, que buscaram informações a respeitos dos casos de seus respectivos municípios.

Na pauta principal, o acompanhamento dos homicídios ocorridos na Baixada entre 2011 e 2015, com o motivo presumido homofobia. Durante a reunião, foi informado os andamentos dos inquéritos policiais. Também está previsto o levantamento de todos os casos de homicídio e tentativa de homicídio na região, cujo motivo seja homofobia.

O delegado Ricardo Domingues estabeleceu o prazo de um mês para que os órgãos competentes deem respostas para a sociedade e os familiares das vítimas sobre os casos já em andamento na DHBF e nas delegacias locais.