Página inicial / notícias / leis e direitos / governo do rio de janeiro

Notícias

Publicado em 17/12/2014

Rio Sem Homofobia acompanha caso de jovens trans mortas na Baixada Fluminense

É com pesar que o Programa Rio Sem Homofobia informa que já recebeu a notícia do brutal assassinato das jovens trans Nycole e Nikelly, residentes da Baixada Fluminense. Estamos acompanhando o caso com as autoridades competentes e nos colocamos à disposição dos familiares das jovens para prestar apoio jurídico, psicológico e social através do Centro de Cidadania LGBT da Baixada e da Superintendência de Direitos Individuais, Coletivos e Difusos, da Secretaria de Estado de Assistência Social e Direitos Humanos. 

O coordenador do Programa Rio Sem Homofobia e superintendente de Direitos Individuais, Coletivos e Difusos da SEASDH, Cláudio Nascimento, esteve na tarde desta quarta-feira (17) na Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense juntamente com Sharlene Rosa, coordenadora do Centro de Cidadania LGBT - Baixada I; Joselene Gomes, assistente social do Centro de Cidadania LGBT - Baixada I; Vagner de Almeida, coordenador do Projeto Diversidade Sexual, Saúde e Direito entre Jovens da Abia e membro do Conselho Estadual dos Direitos da População LGBT; Aline Tavares, coordenadora do Projeto Observatório da Prostituição da ABIA e da Rede Brasileira de Prostitutas; Indianara Siqueira, assessora parlamentar do deputado federal Jean Wyllys e coordenadora do Transrevolução do Grupo Pela Vidda-RJ e Alessandra Ramos, coordenadora do Transrevolução do Grupo Pela Vidda-RJ. 

Sabemos que ainda há um longo caminho a ser trilhado para alcançarmos respeito pleno aos direitos e à cidadania da população LGBT, mas nos manteremos firmes e ativos nesta luta de lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais.