Página inicial / notícias / leis e direitos / governo do rio de janeiro

Notícias

Publicado em 19/11/2014

160 casais homoafetivos participam neste domingo (23) da 5ª Cerimônia Coletiva de Casamento Civil

Evento será realizado às 15h no Armazém Utopia

 


 

Importante: credenciamento para imprensa

 

A 5ª cerimônia coletiva de casamento civil homoafetivo será realizada no próximo domingo, dia 23/11, às 15h, no Armazém Utopia (Avenida Rodrigues Alves, armazém 6 – Cais do Porto). Os jornalistas que desejarem cobrir a cerimônia deverão fazer credenciamento de imprensa, informando seus nomes, equipe e veículo de comunicação para o e-mail leticia@target.inf.br até  o dia 20 de novembro e aguardar o e-mail de confirmação, que será enviado na sexta-feira, 21 de novembro.

A entrada da imprensa no local será a partir das 14h30.


 

Release

A maior cerimônia de casamento civil homoafetivo reunirá um total de 160 casais no Armazém Utopia (Avenida Rodrigues Alves, armazém 6, Cais do Porto) no dia 23 de novembro (domingo) às 14h30.  Trata-se de uma iniciativa do Programa Estadual Rio Sem Homofobia, através da Superintendência de Direitos Individuais, Coletivos e Difusos, da Secretaria de Estado de Assistência Social e Direitos Humanos (SUPERDIR/SEASDH), e o Tribunal de Justiça do estado do Rio de Janeiro, através do Departamento de Promoção de Sustentabilidade, a Defensoria Pública Geral do Estado do Rio de Janeiro, através do Núcleo de Defesa da Diversidade Sexual e Direitos Homoafetivos (NUDIVERSIS/DPGERJ) e a Associação dos Registradores de Pessoas Naturais do Estado do Rio de Janeiro (ARPEN). 

Os casais, oriundos de diversas cidades do estado, estarão acompanhados por familiares e amigos e serão presenteados, na abertura da cerimônia, com a performance de Jane Di Castro,  que interpretará "Emoções", de Roberto Carlos. Entre os noivos e noivas, estão casais que há anos buscam pelo reconhecimento dos seus direitos e agora querem oficializar sua união, como forma de garantir a segurança de suas famílias. Um dos casais que participam da cerimônia é a própria Jane Di Castro, travesti, atriz e cantora. A “divina diva” oficializará a união de 47 anos com seu companheiro Otávio Souza Bomfim. “O Otávio foi o primeiro e único amor da minha vida, nos conhecemos jovens e é muito difícil hoje um relacionamento durar tanto tempo, quase que inédito”, diz Jane. 

Os casamentos serão celebrados pela juíza Rachel de Oliveira e na mesa solene estarão presentes a desembargadora do TJ-RJ, Cristina Gaulia, a presidente da Associação dos Registradores de Pessoas Naturais do Estado do Rio de Janeiro (Arpen), Priscilla M. Soares Milhomem, o presidente da Associação dos Magistrados do Estado do Rio (Amaerj), Rossidélio Lopes da Fonte, o desembargador Claudio Luis Braga dell'Orto e o Defensor Público Geral do estado do Rio de Janeiro, Nilson Bruno, que será um dos padrinhos simbólicos dos casais. 

O superintendente de Direitos Individuais, Coletivos e Difusos e coordenador do Programa Estadual Rio Sem Homofobia, Cláudio Nascimento, idealizador do projeto, comemora a realização desta, que será a maior cerimônia de casamento homoafetivo do mundo: “É preciso reconhecer que essa conquista nacional nasceu da iniciativa do Governo do Rio de Janeiro, quando em 2008 entramos com ação no Supremo Tribunal Federal para reconhecimento dos direitos dos casais homoafetivos, resultando na histórica decisão do  STF, em 5 de maio de 2011, igualando os direitos de casais de pessoas do mesmo sexo aos de casais heterossexuais. Sem dúvida são ações como essa que reforçam a cidadania plena e a luta por direitos de lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais”. 

Cláudio Nascimento, que com seu companheiro João Silva forma o primeiro casal que teve a união convertida em casamento no estado do Rio de Janeiro, lembra ainda que já foram realizadas quatro cerimônias coletivas de união estável homoafetiva, das quais participaram cerca de 350 casais. “Agora damos mais um passo para a efetivação dos direitos e é por isso que o poder público estadual realiza esta cerimônia coletiva de casamento civil entre pessoas do mesmo sexo, que será a maior do mundo. É uma ação afirmativa para chamar a atenção de todos para as conquistas e os desafios na área dos direitos civis e humanos da comunidade LGBT. O governo do Rio de Janeiro é o único no Brasil que promove cerimônias coletivas homoafetivas”, explica do coordenador do programa Rio Sem Homofobia. 

Para o Secretário de Estado de Assistência Social e Direitos Humanos, João Carlos Mariano Santana Costa, a realização da 5ª Cerimônia Coletiva de Casamento Civil Homoafetivo é uma ação afirmativa para chamar a atenção de todos para as conquistas e os desafios na área dos direitos civis e humanos da comunidade LGBT no estado do Rio de Janeiro.

Após a cerimônia, os recém-casados e alguns convidados poderão comemorar o matrimônio em uma recepção oferecida pelo Governo do Rio, que será no próprio Armazém Utopia.

 

 

Informações para imprensa

Márcia Vilella | Natália Vitória | Letícia Reitberger

ASCOM SuperDir | SEASDH

(21) 2284-2475 | 8158-9692 | 7965-4313