Página inicial / notícias / leis e direitos / governo do rio de janeiro

Notícias

Publicado em 22/10/2014

Programa Estadual Rio Sem Homofobia acompanha caso do ator Maxie Maya

O Programa Estadual Rio Sem Homofobia está prestando a assistência necessária ao ator Maxie Maya, que foi agredido na saída da estação Cinelândia do metrô, na manhã de domingo.

Maxie foi recebido pelo superintendente e coordenador do Rio Sem Homofobia Cláudio Nascimento e, após conversar com ele sobre o caso, foi atendido pelo Centro de Cidadania LGBT Capital, onde recebeu apoio jurídico e psicossocial. Através do Centro, o Rio Sem Homofobia acompanhará as investigações para que se chegue ao agressor, junto à Polícia Civil e aos órgãos competentes.

“Houve um aumento no número de denúncias na própria comunidade e atitudes como a de Maxie são exemplos de coragem. A comunidade LGBT não pode se oprimir. O Programa Estadual Rio Sem Homofobia, através do Disque Cidadania LGBT e dos Centros de Cidadania LGBT está de portas abertas para todas as pessoas que precisarem”, comentou Cláudio.

Pessoas que presenciaram o episódio e tem informações sobre o agressor devem entrar em contato com o Disque Cidadania LGBT 0800 0234567. A colaboração de todas as pessoas é fundamental.

“A homofobia é um problema que afeta a toda a sociedade, não somente aos homossexuais. A ajuda de todos e todas para a elucidação do caso é muito importante”, finalizou o superintendente.

Informações para imprensa

Márcia Vilella | Felipe Martins

ASCOM SuperDir | SEASDH

(21) 2284-2475 | 98158-9692 | 97965-4313