Página inicial / notícias / leis e direitos / governo do rio de janeiro

Notícias

Publicado em 23/06/2014

Discriminação é Gol Contra: Governo do Rio de Janeiro promove campanha em prol dos direitos humanos durante a Copa do Mundo

Iniciativa ocorre no Rio de Janeiro durante os dias de competições e conta com a parceira de órgãos federais

“Discriminação é Gol Contra! Diversidade e Direitos Humanos Durante o Mundial 2014 na cidade-sede Rio de Janeiro”: essa é a campanha que a Secretaria de Estado de Assistência Social Direitos Humanos (SEASDH) realiza durante a Copa do Mundo de 2014, no Brasil. Estão envolvidas no projeto a Superintendência de Direitos Individuais, Coletivos e Difusos (SuperDir), representada pelos programas Rio Sem Homofobia e Rio Com Liberdade Religiosa e Direitos Humanos, a Superintendência de Igualdade Racial (SUPIR) e a Subsecretaria de Defesa e Promoção dos Direitos Humanos. A campanha conta com a parceria da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República, através da Coordenadoria Nacional LGBT, e Secretaria Especial de Promoção da Igualdade Racial da Presidência da República.

O objetivo do projeto é promover os direitos humanos e a diversidade durante os dias de competição, sensibilizando brasileiros e estrangeiros para o combate ao racismo, à homofobia, à intolerância religiosa, à xenofobia, à discriminação social, de gênero e de origem. Durante os dias de campanha, estão sendo realizadas blitz pela cidade do Rio, com distribuição de material informativo e educativo. As superintendências e as subsecretarias da SEASDH envolvidas na campanha fazem uma força-tarefa no 7° andar do prédio da Central do Brasil (Praça Cristiano Otoni, s/n – Centro) para atender casos de discriminação no período da Copa. No material bilíngue estão sendo divulgados os serviços de atendimento à população em situação de violação de direitos e discriminação. São eles: o Disque 100, o Disque Cidadania LGBT 0800 0234567, os números da SUPIR e do Centro de Promoção de Liberdade Religiosa e Direitos Humanos.

Para Cláudio Nascimento, superintendente da SuperDir e coordenador do Programa Estadual Rio Sem Homofobia e do Rio Com Liberdade Religiosa e Direitos Humanos, “além de informar e orientar, essa deve ser uma campanha educativa em prol dos direitos humanos e da diversidade, além de prestar assistência a vítimas de discriminação e realizar um trabalho de prevenção. Vamos aproveitar esse grande evento e a linguagem do futebol para combater a discriminação e promover os direitos humanos no nosso estado”. 

Rogério Gomes, que comanda a SUPIR, acredita que “é papel do Estado estar atento às mais variadas formas de discriminação e combatê-las. O estado do Rio de Janeiro sempre esteve na vanguarda nas lutas históricas de violação dos direitos humanos, portanto é oportuno e providencial tal iniciativa.“

“A discriminação só terá fim quando o ser humano tiver a capacidade de se colocar no lugar do próximo”, enfatizou o subsecretario de Defesa e Promoção dos Direitos Humanos, Raimundo Neto.

A campanha “Discriminação é Gol Contra! Diversidade e Direitos Humanos Durante o Mundial 2014 na cidade-sede Rio de Janeiro” foi lançada no dia 11 de junho na casa de show Olimpo, na Penha Circular, com apresentação do grupou Soul + Samba e um show especial da cantora Anitta.

 

Informações para imprensa

Márcia Vilella | Felipe Martins

ASCOM SuperDir | SEASDH

(21) 2284-2475 | 98158-9692 | 97965-4313