Página inicial / notícias / leis e direitos / governo do rio de janeiro

Notícias

Publicado em 02/04/2014

Programa Estadual Rio Sem Homofobia e Prefeitura Municipal de Nilópolis unem esforços para o enfrentamento à homofobia na cidade

Parceria prevê apoio para a criação do Programa Nilópolis Sem Homofobia e do Plano Nilopolitano de Cidadania LGBT

O Governo do Estado do Rio de Janeiro e a Prefeitura de Nilópolis, na Baixada Fluminense, unirão esforços para combater a homofobia no município. No dia 11 de março, o superintendente de Direitos Individuais Coletivos e Difusos, da Secretaria de Estado de Assistência Social e Direitos Humanos, e coordenador do Programa Estadual Rio Sem Homofobia, Cláudio Nascimento, esteve em Nilópolis, município da Baixada Fluminense, para se reunir com alguns secretários da cidade. O encontro foi realizado para que os representantes da Prefeitura de Nilópolis conhecessem melhor a estrutura do programa e para que o Rio Sem Homofobia entendesse qual o objetivo da prefeitura em relação ao tema, para que uma parceria entre os órgãos pudesse ser estabelecida.

Além de Cláudio, participaram da reunião o secretário municipal de Cidadania e Direitos Humanos, Rodrigo Amorim; a subsecretária municipal de Cidadania e Direitos Humanos, Andréia Marques; o superintendente de Diversidade Sexual da cidade, Felipe Rodrigues; o diretor da Secretaria de Desenvolvimento Social, Paulo Trindade; o secretário municipal de Segurança, Felipe Cavalcanti; o secretário municipal de Meio Ambiente Nilton Caldeira; a secretária de Turismo, Márcia Cristina; e o secretário de Cultura, Antônio Costa.

Foi pactuado que o Programa Estadual Rio Sem Homofobia apoiará a Prefeitura de Nilópolis, através dessas secretarias, para a criação do Plano Nilopolitano de Cidadania LGBT e do Programa Nilópolis Sem Homofobia, nos moldes do programa promovido pelo Governo do Estado, com políticas e ações prioritárias no enfrentamento à homofobia e a promoção cidadania LGBT no município. Para elaborar essas políticas públicas, será criada uma câmara técnica. Representantes do Rio Sem Homofobia participarão dos encontros.

Também foi definida a realização da “Jornada Nilopolitana de Cidadania LGBT” para a formação de 1 mil servidores públicos municipais das áreas de saúde, segurança, meio ambiente, cultura, desenvolvimento social, turismo e cidadania e direitos humanos, entre abril e novembro. Já o plano e o programa serão desenvolvidos durante os próximos três meses.

O secretário de Cidadania de Direitos Humanos de Nilópolis, Rodrigo Amorim, quer manter a linha de ação baseada na integração entre as Secretarias: “o principal objetivo da vinda do Cláudio Nascimento ao nosso município é o de estabelecer uma nova fase com a Secretaria de Estado de Assistência Social e Direitos Humanos. Vamos dar um passo importante em busca da cidadania plena e do combate à homofobia, iniciando um processo inédito de capacitação ampla dos servidores públicos municipais”.

Já o coordenador Cláudio Nascimento acredita que a parceria é fundamental para aumentar o alcance do Rio Sem Homofobia: “as parcerias com as prefeituras municipais são de extrema importância para garantirmos a capilaridade do Programa Rio Sem Homofobia. Dessa forma, conseguimos fazer com que nossas políticas cheguem a toda população do estado. Ficamos muito felizes quando a prefeitura de Nilópolis nos procurou e estamos confiantes de que essa parceria trará ótimos resultados”.

Informações para imprensa

Márcia Vilella | Felipe Martins

ASCOM SuperDir | SEASDH

(21) 2284-2475 | 98158-9692 | 97965-4313