Página inicial / notícias / leis e direitos / governo do rio de janeiro

Notícias

Publicado em 06/03/2014

SEASDH se reúne com consulados para debate sobre diversidade e direitos humanos na Copa do Mundo FIFA 2014

No encontro, ficou acertada a Campanha: "Preconceito é Gol Contra", que será lançada durante os jogos

A Secretaria de Assistência Social e Direitos Humanos (SEASDH), por meio da Subsecretaria de Defesa e Promoção dos Direitos Humanos e das Superintendências de Direitos Individuais, Coletivos e Difusos e Análise e Acompanhamento de Projetos, se reuniu na última sexta-feira, dia (21.02), com Consulados e Embaixadas com sede no Rio de Janeiro, que terão suas seleções em jogos pela Copa do Mundo Fifa 2014. O encontro objetivou fazer um nivelamento de informações sobre as iniciativas de cada entidade para a recepção dos seus torcedores.

Segundo o superintendente Claudio Nascimento, o encontro serviu para que a SEASDH apresentasse as orientações e sugestões para se trabalhar a questão do enfrentamento da discriminação e o preconceito de raça, orientação sexual, gênero e a questão do racismo, homofobia e do machismo.

 “Vamos aproveitar esta articulação que as embaixadas e os consulados têm com as suas torcidas organizadas que virão acompanhar os jogos dos seus países aqui”, disse Claudio Nascimento, que elogiou o encontro.

 “Foi maravilhoso. Conseguimos ter os informes de várias iniciativas que as embaixadas e os consulados estão realizando e já resolvemos nos constituir como grupo de trabalho para efetivar realmente ações concretas durante a Copa do Mundo, como, por exemplo, a recepção de torcedores, orientações sobre direitos humanos e o que fazer em caso de violência e discriminação”, explicou Claudio Nascimento.

O vice-presidente da Federação das Torcidas Organizadas do Rio de Janeiro (FTORJ), Flávio Martins, fez uma apresentação sobre o atual quadro das torcidas organizadas que mais cometem delitos no País. Estiveram presentes, além dos cônsules da Alemanha, Bélgica, Rússia, França, Argentina, o coordenador da Ong FARE, Piara Powar, que combate o racismo na Europa. Um novo encontro foi marcado para a terceira semana de março para solidificação das parcerias.

 

Campanha “Preconceito é Gol Contra” será lançada

Na questão do enfrentamento da homofobia e do racismo, que são duas situações prementes no futebol, a SEASDH, junto com os Consulados, lançará uma Campanha durante a Copa do Mundo que se chamará: “Preconceito é Gol Contra”.

De acordo com o superintendente de Análise e Acompanhamento de Projetos, Bernard Brito, a oportunidade é sem igual para se levantar uma campanha contra a discriminação usando justamente o eixo principal do futebol, que é o gol.

“É nesta lógica que a SEASDH vai trabalhar. A ideia é fazer com que o lema do gol contra seja usado como um anticlímax no momento em que o futebol está sendo debatido. Vamos utilizar esta linguagem do futebol para combater a discriminação que acaba sendo um gol contra”, realçou o superintendente.

 

Texto: Wellington Serrano/SEASDH

Foto: Divulgação/SEASDH