Página inicial / notícias / leis e direitos / governo do rio de janeiro

Notícias

Publicado em 12/12/2013

Conselho dos Direitos da População LGBT do Estado do Rio de Janeiro realiza última assembleia de 2013

Aconteceu no dia 05 de dezembro a assembleia ordinária do Conselho dos Direitos da População LGBT do Estado do Rio de Janeiro, no auditório da Superintendência de Direito Individuais, Coletivos e Difusos, no prédio da Central do Brasil. Júlio Moreira, presidente do Conselho, deu início à reunião informando aos demais conselheiros sobre sua viagem à Assunção, no Paraguai, onde participou de um grupo de validação de um guia de incidência política na área de saúde integral para homossexuais, organizado pela Associação para a Saúde Integral e Cidadania da América Latina (Asical). 

Moreira também falou sobre as atividades que marcaram o Dia Mundial de Luta contra a Aids (1° de dezembro). O Grupo Arco-Íris fez uma mobilização na Lapa, em que estabelecimentos identificados com o laço vermelho, que simboliza a luta contra a doença, receberam DJs, cantoras e drags; além de distribuírem material informativo e preservativos. O Fórum ONGs AIDS/RJ organizou um evento em Madureira com shows, atividades educativas e reivindicações ao Ministério da Saúde.

O conselheiro André Feijó, representante da Secretaria de Saúde, informou sobre a última capacitação em saúde LGBT para gestores públicos, realizada em Volta Redonda. A assembleia discutiu então a epidemia da Aids. Moreira colocou que é importante não deixar que as especificidades da população LGBT não sejam ignoradas em campanhas educativas e políticas de saúde na tentativa de separar esse público do estigma do HIV.

O pesquisador Guilherme Almeida, do Laboratório Integrado em Diversidade Sexual, Políticas e Direitos (LIDS) da Uerj, relatou que, no dia 27 de novembro, tomou posse o grupo de trabalho responsável por elaborar o Centro Integral de Saúde de Travestis e Mulheres e Homens Transexuais do Hospital Universitário Pedro Ernesto. A primeira reunião do grupo, do qual Almeida faz parte, acontece hoje e nela deve ser avaliado um prazo para que o Centro comece a funcionar. Ele colocou que apesar da iniciativa expandir o atendimento a essa população, ela ainda não soluciona todos os problemas e reiterou o convite ao Secretário de Saúde para discutir a questão com o Conselho.

Sobre os encontros com deputados da ALERJ para debater o PL 2054/2013, que combate a discriminação homofóbica no Rio de Janeiro, o conselho foi informado que em reunião, com a presença do Superintendente de Direito Individuais, Coletivos e Difusos e coordenador do programa Rio Sem Homofobia Claudio Nascimento o deputado Wagner Montes se mostrou favorável ao projeto.

Foi definido que a próxima reunião acontecerá no dia 14 de janeiro.