Página inicial / notícias / leis e direitos / governo do rio de janeiro

Notícias

Publicado em 09/12/2013

Na maior cerimônia coletiva de casamento homoafetivo do mundo, 130 casais celam união no Rio de Janeiro

Com número recorde de participantes, o auditório do Tribunal de Justiça estava lotado de noivos, noivas e seus amigos e familiares

O dia 08 de dezembro ficará marcado para sempre na história do estado do Rio de Janeiro e do Brasil. Nessa data, em que também são celebrados o Dia da Justiça e o Dia Nacional da Família, 130 casais formados por pessoas do mesmo sexo se casaram, na 1ª cerimônia coletiva de casamento civil homoafetiva, realizada no auditório Antônio Carlos Amorim (EMERJ), no prédio do Tribunal de Justiça.  Cerca de 900 pessoas lotaram o local, entre noivos, noivas, seus familiares e amigos. A maior cerimônia de casamento coletivo entre pessoas do mesmo sexo do mundo foi marcada pela emoção das histórias de vida dos casais presentes e contou com a presença de autoridades e representantes do poder jurídico.

A solenidade começou às 15h, mas desde 12h30 os casais puderam se preparar com os serviços de maquiagem, penteado e fotografia do casal, oferecidos pelo Programa Rio Sem Homofobia, da Secretaria de Estado de Assistência Social e Direitos Humanos (SEASDH). Na entrada, as noivas e oi noivos também podiam pegar seus buquês. Conforme os casais iam chegando e enchendo o auditório, aumentava a expectativa daquelas pessoas que há anos aguardavam pelo direito de poder selar suas uniões com seus maridos e esposas. De acordo com os dados organizados pelo Rio Sem Homofobia, mais de 70% dos casais que participaram da cerimônia estão juntos há mais de quatro anos.

A mesa solene foi composta pelo coordenador do Rio Sem Homofobia e superintendente de Direitos, Individuais, Coletivos e Difusos, da SEASDH, Cláudio Nascimento; a desembargadora do Tribunal de Justiça, Cristina Gaulia; as juízas Rachel Chripino e Rachel de Oliveira, que celebraram os casamentos; e a defensora pública Elisa Cruz, membro do do Núcleo de Defesa da Diversidade Sexual e Direitos Homoafetivos, da Defensoria Pública do Estado do Rio de Janeiro (NUDIVERSIS/DPGERJ). Além disso, os casais tiveram quatro padrinhos simbólicos: o desembargador Cláudio Dell'orto, junto com sua esposa Cristiane; o ator David Pinheiro e a atriz Fabiana Schunk. A cantora Jane Di Castro emocionou os casais, interpretando o Hino Nacional e as canções “Emoções” e “La Vie en Rose”.

Cláudio Nascimento, o coordenador do Rio Sem Homofobia e um dos idealizadores do evento, muito emocionado, destacou a magnitude do evento e sua importância para história da luta pelos direitos da população LGBT: "temos muito a avançar ainda, mas hoje damos, com certeza, um passo histórico na consolidação dos direitos da população LGBT. Mais uma vez, o amor, o companheirismo, a coragem e a atitude e a busca pela felicidade são os responsáveis por essa grande façanha."

Cláudio expôs o perfil dos casais, de acordo com os dados reunidos pelo Rio Sem Homofobia. Segundo o coordenador, 63% dos casais tinham entre 30 e 49 anos. As lésbicas representavam 68% dos participantes. Já os gays eram 31% e um casal era formado por uma transexual. Em destaque estão os seis casais com mais de 60 anos. "Os dados fazem cair por terra argumentos preconceituosos sobre as relações homoafetivas, que são tratadas como frágeis, pueris, frívolas e inconsistentes", ressaltou Nascimento.

A desembargadora Cristina Gaulia destacou que a cerimônia demonstra um progresso na área jurídica do estado do Rio de Janeiro, no que tange a garantia dos direitos de gays, lésbicas, bissexuais, travestis e transexuais: "há poucos anos, alguns juízes nem recebiam esses casais e encaminhavam o pedido para a Vara Cível, onde era assinado um contrato de sociedade civil. Nem para a Vara de Família eram encaminhados".

Para o padrinho simbólico dos casais, o desembargador Cláudio Dell'orto, a cerimônia foi um marco simbólico na concretização de princípios constitucionais: "é muito fácil colocar na Constituição que todos são iguais perante a lei, mas é extremamente difícil fazer isso valer na prática". David Pinheiro destacou que  o casamento "é uma forma de mostrar para a sociedade que não há mais espaço para preconceito". Já Fabiana Schunk se disse muito emocionada com o convite: "fico muito feliz e emocionada de participar dessa cerimônia linda. A luta dos LGBTs vem de muitos anos", contou a atriz.

A resolução do Conselho Nacional de Justiça, que em abril do corrente ano determinou que todos os cartórios do Brasil realizem a conversão da união estável homoafetiva em casamento civil e a habilitação direta para o casamento entre pessoas do mesmo sexo, se baseou na  iniciativa do Governo do Estado do Rio de Janeiro, que em 2008, na figura do governador Sérgio Cabral, entrou com uma arguição por descumprimento de preceito fundamental (ADPF 132) junto ao Supremo Tribunal Federal. A ação foi julgada procedente em 05 de maio de 2011, igualando os direitos de casais de pessoas do mesmo sexo aos casais heterossexuais.

Após a solenidade no TJ-RJ, os casais se direcionaram para o Clube de Engenharia, onde acontecia uma recepção oferecida pelo Rio Sem Homofobia. A festa tradicional de casamento para os recém-casados contou com bolo de cinco andares, cerca de mil bem-casados, dança para os casais, além de uma bela vista para a Baía de Guanabara.

A maior cerimônia coletiva de casamento civil entre pessoas do mesmo sexo do mundo foi uma ação conjunta entre o Programa Estadual Rio Sem Homofobia, através da Superintendência de Direitos Individuais, Coletivos e Difusos, da Secretaria de Estado de Assistência Social e Direitos Humanos (SUPERDIR/SEASDH), o Tribunal de Justiça do estado do Rio de Janeiro, através do Departamento de Promoção de Sustentabilidade, a Defensoria Pública Geral do Estado do Rio de Janeiro, através do Núcleo de Defesa da Diversidade Sexual e Direitos Homoafetivos (NUDIVERSIS/DPGERJ) e a Associação dos Registradores de Pessoas Naturais do Estado do Rio de Janeiro (ARPEN).

Informações para imprensa

Márcia Vilella | Felipe Martins | Letícia Reitberger

ASCOM SuperDir | SEASDH

(21) 2284-2475 | 8158-9692 | 7965-4313


Galeria de imagens