Página inicial / notícias / leis e direitos / governo do rio de janeiro

Notícias

Publicado em 10/07/2013

3ª edição do Rio Festival Gay de Cinema exibe 50 filmes de 14 países com

Programa Estadual Rio Sem Homofobia é o principal apoiador do evento, que acontece até o 14 de julho

O Rio Festival Gay de Cinema, que tem o patrocínio do Programa Estadual Rio sem Homofobia, exibirá, até o dia 14 de julho, 50 longas e curtas-metragens, que somarão 63 horas de exibições. Os filmes foram divididos em 49 sessões, sendo que 40 delas são estreias. A programação contempla romances, dramas, documentários, histórias reais e fictícias, sempre abordando a diversidade da sexualidade humana como tema central.

Entre os longas-metragens, encontram-se dois trabalhos brasileiros, uma produção chilena e três filmes norte-americanos. Completa a programação, uma produção de Hong-Kong chamada “Graupel Poetry”, que faz sua estreia no Brasil. O festival também contará com 43 curtas-metragens, oriundos de 14 países, entre eles Espanha, França, Israel, Canadá, Reino Unido, Austrália e Polônia, num total de 10 horas de exibição. Ao longo da semana, sempre a partir das 14h30, as produções serão exibidas no Cine Odeon e no Centro Cultural da Justiça Federal, ambos no Centro, e no Instituto Cervantes, que fica em Botafogo.

O Rio Sem Homofobia, dentro de sua estratégia de colaborar para difusão de valores positivos relacionados à população LGBT, fez questão de fazer parte do evento. “Lutar pelos direitos também é criar ambientes sociais favoráveis para a divulgação das produções culturais de nicho. Isso valoriza a autoestima dos indivíduos e ajuda a combater o preconceito”, afirmou o coordenador do programa e superintendente de Direitos Individuais, Coletivos e Difusos, Cláudio Nascimento.

Segundo o diretor e curador do festival, Alex de Mello, um dos objetivos da mostra é suprir uma carência por representantes homossexuais no cinema e se alinhar com as políticas públicas em prol dos direitos da população LGBT. Rafael Fernandez, produtor do festival, explica que além de assistir os filmes, o público poderá dar nota e eleger as melhores produções.

O filme chileno “Mapa Para Conversar”, que conta a história de um casal de lésbicas, que aproveita uma viagem de barco para contar sobre a relação para a mãe de uma das meninas, será exibido na próxima quinta (11). O chinês “Graupel Poetry”, que estreou na última sexta-feira (5), voltará às salas de cinema na quinta-feira (11) e sexta-feira (12). No domingo, na boate 00, acontecerá a festa de encerramento e premiação do festival. A programação completa do Rio Festival Gay de Cinema está no site http://www.riofgc.com.