Página inicial / notícias / leis e direitos / governo do rio de janeiro

Notícias

Publicado em 14/03/2013

Programa Rio Sem Homofobia realiza ação de combate ao vírus HIV/AIDS e à Hepatite B em Duque de Caxias

Centro de Referência da Cidadania LGBT Baixada I realizará testes e vacinação gratuitos no público

O Centro de Referência da Cidadania LGBT Baixada I (CR Baixada I), do Programa Estadual Rio Sem Homofobia promoverá, no dia 18/03, uma ação de combate, prevenção e conscientização a respeito dos vírus HIV/AIDS e da Hepatite B. A atividade é uma parceria da Superintendência de Direitos Individuais, Coletivos e Difusos, da Secretaria de Assistência Social e Direitos Humanos do estado do Rio de Janeiro, com o Programa de DST/AIDS e Hepatites Virais do Município de Duque de Caxias e a Secretaria de Saúde do estado, e ocorrerá na sede do Centro de Referência, das 13h às 17h.

Durante a ação, o CR Baixada I realizará testes de HIV nos participantes e oferecerá vacinação contra a Hepatite B, além de informar e orientar os presentes a respeito dos vírus e suas formas de prevenção. Essa sensibilização será feita através de vídeos, que serão exibidos no Centro durante a atividade. Além da equipe técnica multidisciplinar do CR Baixada I, a Secretaria Municipal de Saúde de Duque de Caxias, representada pelo Departamento de Vigilância em Saúde Programa DST/AIDS e Hepatites Virais, enviará 10 funcionários (enfermeiros, infectologistas etc.) para apoiar o evento.

Na primeira ação de enfrentamento, realizada no munícipio em dezembro de 2012, foram realizados cerca de 30 testes de HIV/AIDS. Segundo dados do Acompanhamento Municipal dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio, de 1985 a 2012, a cidade de Duque de Caxias teve 4.513 casos de AIDS diagnosticados. O coordenador do Centro de Referência da Cidadania LGBT Baixada I, Ernane Alexandre, ressalta a importância do diagnóstico precoce: “a minha grande preocupação está relacionada à importância de se fazer o exame o quanto antes. Dessa forma, é possível que se tenha um diagnóstico a tempo de poder ter acesso ao tratamento”.

“A intenção dessa atividade é proporcionar melhorias na qualidade de vida da população LGBT. Precisamos reforçar o combate e a prevenção ao vírus HIV em todo o estado. A falta de informação sobre prevenção e a dificuldade no acesso ao tratamento dos soropositivos é preocupante. Quanto mais precoce for o diagnóstico, mais eficaz é o tratamento”, destaca o superintendente de Direitos Individuais, Coletivos e Difusos e coordenador do Programa Estadual Rio Sem Homofobia, Cláudio Nascimento.

Serviço:
Centro de Referência da Cidadania LGBT Baixada I
Rua Frei Fidélis, s/n - Centro - Duque de Caxias | RJ

 

Informações para imprensa
Márcia Vilella | Felipe Martins | Natália Vitória
ASCOM SuperDir | SEASDH
(21) 2284-2475 | 8158-9692 | 7965-4313