Página inicial / campanhas / rio sem homofobia

CampanhasCarnaval com direitos - 2011

Sobre a campanha

Carnaval com direitos. Este foi o lema dos materiais educativos de carnaval que a Superintendência de Direitos Individuais Coletivos e Difusos da Secretaria de Estado de Assistência Social e Direitos Humanos lançou para o período da maior festa popular do mundo. A novidade foi que o Disque Cidadania LGBT (0800 023 4567) funcionou 24 horas, além do atendimento pré-marcado com advogados, psicólogos e assistentes sociais que deram plantões durante o carnaval para realizarem atendimento da população LGBT vítima de homofobia.

Além de propagar direitos e enumerar o passo a passo do que fazer em casos de homofobia, os materiais conteram informações de prevenção de doenças sexualmente transmissíveis e golpes como “Boa Noite Cinderela”.

“Foi a primeira vez que o Governo do Rio de Janeiro fez um material específico para a população LGBT na época do carnaval. Também difundimos no conteúdo dos materiais mensagens para a população heterossexual de respeito aos LGBT. O objetivo foi reunir saúde, direitos e combate à homofobia em todos os materiais! Ficamos felizes de implementarmos os serviços do Disque Cidadania LGBT e disponibilizarmos advogados, psicólogos e assistentes sociais também neste período”, explicou o superintendente e coordenador do programa Rio sem Homofobia, Cláudio Nascimento.

Os materiais foram distribuídos em locais de freqüência LGBT, como saunas, boates, festas e bailes específicos; além, é claro, da Marquês da Sapucaí. Foi a primeira vez que o Governo do Estado do RJ disponibilizou um serviço de atendimento a vítimas de homofobia durante o carnaval. Esta foi uma iniciativa da Secretaria de Estado de Assistência Social e Direitos Humanos, através da Superintendência de Direitos Individuais Coletivos e Difusos com apoio da Secretaria de Direitos Humanos do Governo Federal.